13 de Abril Dia do Beijo

Apaixonado, roubado, de despedida… Não faz diferença: beijar alguém sempre traz uma emoção diferente e especial. Vwle, então, comemorar!

Neste domingo, celebra-se o Dia do Beijo. Há desde uma dimensão espiritual até a alquimia entre os corpos. No livro A História Íntima do Beijo (Matrix Editora, 244 págs., R$ 29,90), a jornalista Julie Enfield investiga o assunto, da pré-história à contemporaneidade. Ela explica como cada um dos cinco sentidos enriquece e influencia, desvendando a química do desejo e garante: o beijo pode dizer tudo sobre o amor.

Conheça algumas dessas curiosidades, contidas nesta obra e em outras pesquisas.

:: As primeiras referências ao beijo datam de 2.500 a.C., em colagens nas paredes dos templos de Khajuraho, na Índia.

:: O beijo que selava o compromisso de noivado surgiu na Roma Antiga e garantia à mulher os direitos jurídicos determinados pelo Império.

:: Mesmo sendo considerados obscenos em algumas culturas, o beijo se firmou através dos séculos como um símbolo da devoção religiosa.

:: O beijo em que as línguas se entrelaçam é francês, e a expressão surgiu por volta de 1920.

:: Um estudo publicado em 2007 mostra que beijar é uma maneira de trocar, de forma subconsciente e por meio dos sentidos, informações importantes sobre a pessoa à frente para saber se ela é ou não o par ideal.

:: Dos 12 pares de nervos cranianos que as pessoas têm, cinco são estimulados quando elas se beijam, enviando mensagens dos lábios, da língua e do nariz ao cérebro, que processa todos os movimentos que acontecem.

:: Os beijos não são exclusivos da espécie humana, mas nos seres humanos os lábios se dobram para fora e têm uma cor distinta que os diferencia do restante da pele.

:: Os lábios são 200 vezes mais sensíveis do que a ponta dos dedos.

:: O pai da psicanálise, Sigmund Freud, achava que a origem do beijo está no modo como os bebês se alimentam. Freud considerava o beijo como a busca do seio da mãe nos lábios dos outros.

:: Como confirmação da ideia freudiana, a maioria inclina a cabeça para a direita ao beijar, segundo estudo de 2003 publicado na revista Nature. Especula-se que a assimetria resulte do hábito materno de segurar os bebês do lado esquerdo ao amamentar, o que predomina em 80% da população.

:: Um beijo apaixonado pode significar a aplicação de uma pressão de 12 quilos sobre os lábios.

:: Uma pessoa troca, em média, 24 mil beijos ao longo de sua vida, passando 20.160 minutos (14 dias) da sua vida beijando.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE SEU RECADINHO NAS POSTAGENS DIGA SE GOSTOU OU NAO E MUITO IMPORTANTE ,VISITE NOSSAS REDES E SIGA NOS

Comente com o Facebook:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...